A criança precisa ter contato com estímulos que lhe possibilitem ajustar-se a ritmos variados – cantigas, parlendas, brincadeiras e jogos em que se utilizam diferentes formas de contagem e noções de quantidade, tempo e espaço, como: coelho na toca, pique-esconde, amarelinha, “a galinha do vizinho…”; “um, dois, feijão com arroz…”.